eBook Sandra Carvalho ð Filhos do Vento e do Mar PDF Ó Vento e eBook ☆ ð

Forçadas a fugir de Águas Santas para escapar à fúria de Tomás Rebelo Leonor e Guida chegam ao porto de Lisboa e confrontam se com Corvo o famoso pirata sobre o ual se contam tantas lendas Horrorizada com a descoberta de ue é filha de Diogo o Açor Leonor decide disfarçar se de rapaz uando Corvo a obriga a embarcar no seu navio protegendo se assim dos impulsos masculinos Inconformada com o seu destino Leonor resolve fazer tudo para escapar aos piratas Porém com o passar do tempo sente a herança do Açor a despertar dentro delaO segredo ue ensombra o passado de Corvo começa a inflamar a sua curiosidade enuanto estabelece amizade com os homens ue tanto temia Conseguirá ela regressar a Águas Santas e desmascarar a perversidade de Tomás Rebelo ou o apelo da liberdade e da aventura conjugado com a vontade de conhecer o seu verdadeiro pai tornar se á irresistível?


10 thoughts on “Filhos do Vento e do Mar

  1. says:

    Piratas Fidalgos e DescobrimentosAventuras e Desventuras por esse Mar AltoGostei muito 😁Por momentos até me apeteceu entoar auele velho jingle publicitárioO ue é Nacional é Bom 😉👍Não será sempre assim mas neste caso aplica se 😉E viva a Literatura Nacional👍😍


  2. says:

    O Olhar do Açor marcou o início de uma nova epopeia histórica e fantástica de Sandra Carvalho Misturando história de Portugal com um misticismo delicioso esse primeiro volume de Crónicas da Terra e do Mar apresentou nos Leonor e a sua história cheia de segredos por revelar envolta em muito amor porém terrivelmente assombrado e manchado por Tomás Rebelo Os acontecimentos finais deixaram me com um aperto no peito mas ao mesmo tempo com uma bela dose de esperança Não resisti em reler esse primeiro capítulo do início ao fim e logo de seguida peguei avidamente neste Filhos do Vento e do Mar Para uem ainda não leu preparem se as vidas de Leonor e Guida estarão tudo menos facilitadas no início deste segundo volume Depois dos terríveis eventos ue marcaram para sempre as suas vidas mudando as irremediavelmente ambas terão de percorrer caminhos muito diferentes aceitando ou rebelando se contra o inevitável Sandra Carvalho fez um excelente trabalho de narrativa no desenvolvimento das personagens tanto destas duas protagonistas como dos restantes piratas Apesar de nos vermos confrontados com uma uantidade considerável de novos companheiros nesta aventura cada capítulo está minuciosamente cuidado na forma como introduz e dá forma gradualmente a cada um deles sem ue assim nos sintamos perdidos ou enfadados Também a teia ue os une e a forma como interagem uns com os outros faz com ue se crie uma ligação muito próxima com o leitor pois cada um deles uns mais do ue outros vai ter um papel importante na históriaTambém o decurso da trama se desenvolve a um bom ritmo havendo espaço para se explorar não só vários dos mistérios pendentes do livro anterior como para obtermos novas curiosidades sobre a relação entre a descoberta dos Açores e a história de Corvo Mas não se enganem enuanto ue em O Olhar do Açor nos foi dada uma visão bastante realista de como é ue a sociedade na altura funcionava no ue toca a estatutos famílias e descendências em Filhos do Vento e do Mar é nos dada toda uma outra visão mais intrépida pelos piratas E se no início deste segundo volume só me apetecia esbofetear Leonor foi com grado ue assisti a uma mudança gradual na sua personalidade mais uma vez calculada de forma muito inteligente pela autora ue mesmo disfarçada de rapaz entre a impertinência e a resignação vai criando uma ligação cada vez maior com Corvo É nesta expectativa também crescente ue vamos devorando página após página até ao desfecho finalEstou muito curiosa com o próximo e último volume pois ainda existem muitas perguntas por responder e claro espero ansiosamente pelo encontro entre Leonor e o Açor Sandra Carvalho mostra mais uma vez porue é ue é a grande rainha do fantástico em Portugal pois os seus livros são sempre muito mais do ue a soma dos seus capítulos são sempre peuenos tesouros ue nos enternecem comovem enfurecem e redimem Existe espaço para tudo para a bondade para a benevolência para o amor para a paixão mas também para a violência para o ódio para a vingança para a luta incessante pela justiça Com sorte um pouco de redenção São sempre narrativas envolventes e mágicas ue nos fazem sair deste universo por uns instantes É claro ue recomendo


  3. says:

    5 estrelas Adorei Este segundo volume da trilogia Crónicas da Terra e do Mar ainda é melhor ue o primeiro Sandra Carvalho apresenta nos um grupo de piratas inusitados ue conuistam o leitor de uma forma irrefutável e preenchem a narrativa de momentos divertidos cheios de acção e até emotivosOpinião completa aui


  4. says:

    Opinião conjunta da trilogiaHá muito ue ouvia falar muito bem desta trilogia de Sandra Carvalho e ue abordava a descoberta dos Açores por isso estava à espera de um romance histórico mas uem parte com estas expectativas poderá sentir se algo defraudado Eu adorei uer a história uer as personagens mas não é um histórico sobre a descoberta dos Açores Encarem como um romance de fantasia com uma pontinha de históricoEm O Olhar do Açor conhecemos Leonor uma jovem fidalga e ue nós leitores sabemos logo de início ue é filha de Constance e do corsário Diogo e não de Gonçalves Vaz como toda a gente pensaLeonor tem uma vida pacata e feliz com os seus pais e os seus amigos principalmente com Guida ue apesar de negra é a sua melhor amiga Mas uando o fidalgo Tomás Rebelo tenta tomar a Herdade de Águas Santas Leonor e Guida têm ue fugir e acabam em Lisboa num barco de piratas portuguesesE ao longo das páginas de Filhos do Vento e do Mar vamos acompanhando a viagem de Leonor e Guida e a vida no barco e a vida na ilha das Flores em O Grito do CorvoO primeiro livro tem um ritmo um pouco mais calmo e ue serviu muito bem o propósito de nos dar a conhecer as personagens e parte dos seus problemas E a minha sorte foi ler os três livros todos de seguida pois o final de cada um pede logo o próximo livro Imagino o desespero de uem teve ue esperar ue o livro seguinte fosse editadoOs livros têm a ualidade ue a Sandra Carvalho já habituou os leitores Uma grande história com personagens incríveis e descrições ue nos fazem viajar sem sairmos do lugarAdorei principalmente as cenas de aprendizagem de Leo no barco E com piratas destes também eu gostava de viajar eheheh


  5. says:

    A saga de Leo Corvo Guida e Rodrigo continua a bordo do Rouxinol Mais um volume destas Crónicas ue nos agarra ao livro e a estas personagens construídas a partir da tão fadada alma lusitana


  6. says:

    35 estrelasEste livro lê se num ápice e faz totalmente o meu género então estava preparada para lhe dar umas 4 ou 5 estrelas Acabei por não o fazer pois penso ue teve algumas falhas ue não posso ignorar Achei ue o primeiro volume podia ter um ritmo melhor contudo dei um desconto por se tratar de um livro introdutório ao mundo e às personagens No entanto esperava neste segundo volume poder começar a avançar na trama e na acção a todo o gás e infelizmente tal não aconteceu O livro inteiro foi passado a bordo do Rouxinol e nem seuer se concretizou o elemento principal da história para o ual esta caminhou em crescendo o tempo todoA primeira metade foi uase toda passada com a Leonor a ser mimada e insuportável uase dava dó de tão ingénua presunçosa e arrogante Percebe se perfeitamente a razão de Leonor se comportar dessa forma mas mesmo para tudo o ue passou está a exagerar view spoilerTudo bem ue tinha má impressão dos piratas por ter crescido no meio em ue cresceu porém sendo ue eles a salvaram num momento de necessidade uando mais ninguém mexeu um dedo para as ajudar e foram bastante pacientes com ela a bordo os seus devaneios de os denunciar ao Rei e não descansar enuanto não olhar de cima para eles na prisão são muito ingratos Percebo a mágoa com a Guida e o desejo de fugir por não se sentir bem ali mas até uma menina protegida ingénua como ela já deveria ter percebido ue não durará um dia sozinha na estrada Não tem dinheiro se tivesse rapidamente seria roubada pois não se sabe defender não conhece ninguém não tem como viajar Se ainda não tivesse experienciado como as coisas são na realidade até se compreendida a sua visão romântica do mundo e das suas próprias capacidades mas depois de ter viajado com a Guida e de ter vivido tudo o ue passaram compreendendo a forma deplorável como tudo teria terminado se os piratas não as tivessem salvado o tamanho da sua estupidez é esticar um pouco demais a corda hide spoiler


  7. says:

    Opinião completa em «Começando vagarosamente e ganhando ritmo cadenciadamente tal como um navio ue anseia entrar no mar insuflar as velas e atingir a velocidade perfeita para a sua viagem o segundo livro das Crónicas da Terra e do Mar acabou por me conuistar ao longo do seu percurso e recordar me os motivos por ue sempre sugeri e gostei de Sandra Carvalho Dando continuidade à história de Leonor e a sua companheira de fuga Guida a narrativa torna se mais abrangente a outras personagens e oferece uma perspectiva interessante sobre piratas e a sua influência na História de Portugal Uma vez mais uma pitada de romance e magia tornam se aliados de um texto ue vai tendo momentos cativantes de acção intercalados com os dilemas íntimos dos protagonistas Após conhecermos a história de amor de Constança e Açor a terra especial de Águas Santas e termos um primeiro olhar pelo lado mais negro da cobiça e da nobreza portuguesa Filhos do Vento e do Mar apresenta nos uma segunda geração de personagens e um novo cenário cativante para os ue desejam saber mais sobre as conuistas marítimas e aueles ue davam as suas vias em alto mar »


  8. says:

    45Muito muito melhor ue o volume anterior É ue nem se compara Sandra Carvalho tem um dom ualuer para falar de marinheiros e da vida em barcos e por isso este livro foi fantástico A Leonor foi durante a primeira parte do livro a maior cretina senhora de si convencida ue é melhor ue toda a gente sobre a ual eu alguma vez li Melhorou certamente mais para o final do livro mas mesmo assim por vezes ela ainda tem reacções e pensamentos ue me fazem uerer atirar o livro para o chão E se Leonor melhorou a sua atitude ao longo deste livro Guida piorou e muito Este é muito capaz de ser um dos meus livros favoritos de Sandra Carvalho


  9. says:

    Há muito tempo ue um livro não me prendia assim e esta trilogia está a ser fantástica Para além disso descobri uma nova autora portuguesa ue não conhecia e fiuei fãO Filhos do Vento e do Mar vem na seuência do primeiro livro o filho do Açor Como bem sabemos Leonor e Guida fugiram desalmadas de Águas Santas para se salvarem após o ataue do malfadado Tomás Rebelo Assumindo a entidade de dois rapazotes tentam entrar num navio inglês ue as levasse para Inglaterra mas após vários desvarios uma fuga desesperada encontram nada mais nada menos de ue O Rouxinol o navio do famoso Açor comandado pelo Corvo ue se revela ser auele por uem Leonor chamouApós permitir ue Guida e “o filho do Açor” entrassem no navio Corvo e a restante tripulação tomam como missão fazer do “fidalgo” nanico um “homem de barba rija”Este livro pejado de aventuras no mar de magia e revela nos também uma história fantástica repleta de camaradagem amor e o significado do ue é ser uma famíliaAdorei tanto ue o li em dois serões e recomendo este vale mesmo as 5 estrelas


  10. says:

    Obrigada a entrar na embarcação de Corvo o temível pirata disfarçada de homem Leonor não podia estar em piores lençóis ou assim pensava elaOcupada a tentar manter a sua farsa fingindo ser um homem e estar noiva de Guida com medo dos marinheiros ue a acompanham e tentando desesperadamente arranjar uma maneira de voltar para casa e alcançar a sua vingança Leonor é confrontada com a verdade é filha de AçorRevoltada com as atitudes da mãe no passado e com a herança da magia do seu verdadeiro pai a rapariga vê se ainda frente a frente com a possibilidade de se tornar amiga dos marinheiros ue tanto a assustavam e dos sentimentos ue certos membros da tripulação vão despertar em si e em Guida O ue fazer? Em uem confiar? Deverá deixar se levar pela hipótese de se encontrar entre novos companheiros e contar lhe a verdade sobre uem é realmente ou continuar a sua mentira e tentar voltar para casa?A não perder